segunda-feira, julho 30, 2012

Péricles Gomide


PÉRICLES RODRIGUES GOMIDE

Ou simplesmente LIQUE, nasceu em Itaúna, filho do Prof. José João Rodrigues Vieira e de Sá Mestra Leopoldina Gomide. LIQUE foi dentista, músico, ator, autor e contra-regra teatral. Participou da famosa peça  "AS CIGARRAS DO SERTÃO" ano de 1925. 
LIQUE casou-se com Eponina Nogueira Gomide e tiveram 8 filhos:
- Orlando Nogueira Gomide, pintor;
- Elsa Nogueira Gomide, alta funcionário do Ministério da Educação e a quem Itaúna muito deve, pois sua ajuda foi fundamental para o reconhecimento dos Cursos da Universidade de Itaúna;
- Sinésio Nogueira Gomide, durante muitos anos foi funcionário da Cia. Tecidos Santanense;
- Sóror Maria Imaculada Conceição, freira;
- Péricles Gomide Júnior, bancário e escritor e, como tal, adotou o pseudônimo de Pancrácio Fidélis. Durante muito tempo, escreveu crônicas sobre Itaúna no jornal "Folha do Oeste", de seu irmão PIU. Tais crônicas foram transformadas no livro "Crônicas e Narrativas de Pancrácio Fidélis", lançado na década de 60, e fez enorme sucesso;
- Sebastião Nogueira Gomide, o PIU, funcionário dos Correios como Telegrafista e em 1943 fundou o jornal "Folha do Oeste", onde era o proprietário, editor, redator e repórter. O jornal circulou até sua morte e a viúva, Sra. Esther, (que era também sua prima em primeiro grau), vendeu para o jornalista José Waldemar Teixeira de Melo, que por sua vez o repassou ao jornalista Renilton Pacheco, que mudou o nome para "Folha do Povo" e circula já há 16 anos;
- José Nogueira Gomide, engenheiro geólogo, funcionário da Petrobrás;
- Eponina Maria do Carmo Nogueira Gomide Soares, funcionária pública.
Infelizmente todos já faleceram.
 Por ocasião da decisão de qual seria o nome do atual teatro Municipal, houve uma corrente que defendia o nome de Péricles Gomide. Infelizmente não conseguiram, o que foi considerado uma enorme injustiça. Todavia a memória de LIQUE estará para sempre na história de Itaúna, pois uma das importantes de ruas da cidade leva o seu nome. Sua esposa Eponina construiu a capela da Imaculada Conceição, justamente à Rua Péricles Gomide. Na ocasião o terreno onde está erguida a capela pertencia e foi doado por LIQUE. Hoje a capela está um pouco descaracterizada pois foi construída quase na sua frente a casa onde reside o pároco de Sant'Ana. Na época da construção, parte da família tentou em vão, impedir. Não conseguiu. Esta é, resumidamente, a história do grande ator PÉRICLES GOMIDE, o "LIQUE".
Péricles R. Gomide e sua família
Prof. Vilmar Aparecido de Sousa, o PITUCA, diretor e produtor teatral, muito conhecido em Itaúna, declarou textualmente sobre o LIQUE:
“FOI O MAIS NOTÁVEL E RESPEITADO ATOR QUE JÁ PISOU NOS PALCOS DE ITAÚNA”

Juarez Nogueira Franco 









quinta-feira, julho 19, 2012

Genealogistas de Itaúna


(Clicar na imagem pra ampliar)

Dr. Guaracy de castro Nogueira
Sr. Áureo Nogueira da Silveira
Dr. Alan Penido
Sr. Edward Rodrigues da Silva


Genealogia

 É o estudo da origem dos nomes. Serve para descobrirmos de onde nossos antepassados vieram e laços familiares longínquos.
É o ramo da História que se dedica ao estudo das famílias, à sua origem e evolução, descrevendo as gerações em cadeia e traçando, sempre que possível, as biografias dos seus membros.
Ela serve para reconstruir o passado, retomar laços de parentesco, revelar o processo de formação social de uma região.
A palavra Genealogia provem da junção dos radicais gregos GEN(E), geração, LOG(OS), estudo, e o sufixo IA, ciência.
Esta ciência que é o estudo das gerações que nos antecederam, é dentre os ramos do saber, a que se refere às famílias, estudando-lhes as origens, descrevendo-lhes as gerações, mostrando sua evolução e traçando, embora, resumidamente, a biografia das pessoas que as integram.




                                        

terça-feira, julho 17, 2012

Academia Mineira de Letras





Mário Gonçalves de Mattos
Nasceu em Itaúna mg ( 1891-1966)
 “  A Academia vale como uma das instituições fundamentais de Minas , porque existirá enquanto houver na nossa gente o culto da literatura, o amor da arte e o valor do pensamento.Centro de estudo e preservação da vida cultural, aqui se apurará com o tempo a tradição mineira pelo cuidado da língua,pela nossa vocação humanista, pela poesia da terra, pela função mediadora de minas em relação á unidade da Pátria”.(Discurso  13/05/1950)


 João Dornas Filho
Nasceu em Itaúna mg ( 1902 - 1962) 
“Aqui estou para integrar-me na fortuna do vosso convívio, as mãos vazias de merecimento mas repleta a alma do desejo de ser , entre os menores, o mais diligentes dos confrades.” ( Discurso : 31/05/1952)


Oscar Dias Corrêa
Nasceu em Itaúna mg ( 1921 - 2005)


Dr. Miguel Augusto Gonçalves de Souza
Nasceu em Itaúna mg  (1926 - 2010)
"...Sou o quarto itaunense, por ordem cronológica, a chegar aos umbrais desta Casa, precedido e seguindo os ilustrados passos de João Dornas Filho, Mário Gonçalves de Mattos e Oscar Dias Corrêa, seguramente as mais altas expressões intelectuais de minha terra natal, fato de que confessadamente me ufano.”(Discurso : 22/10/1991)


A Academia Mineira de Letras tem sua sede na Rua da Bahia, 1466, Lourdes. Belo Horizonte MG

quinta-feira, julho 12, 2012

Miss Itaúna 1949

Miss Itaúna 1949


Entre os fatos que marcaram a  Rua Direita no ano de 1949 está a eleição de minha tia ALICE NOGUEIRA, como Miss Itaúna. Os fatos se deram da seguinte forma. O nosso saudoso Sebastião Nogueira Gomide, o PIU, proprietário de redator da Folha do Oeste, resolveu lançar o desafio de Itaúna eleger pela primeira vez a sua Miss. A forma de eleição era diferente da que é adotada até hoje. Não haveria desfile nem baile com jurados para a escolha da Miss Ele procurou comerciantes, empresários e profissionais liberais, pedindo que cada um lançasse um nome. Entre os procurados estava do Sr. José de Cerqueira Lima (Zezé Lima), então diretor comercial da extinta Cia. Industrial Itaunense. Zezé Lima não teve dúvidas. Lançou o nome da minha tia, à época trabalhadora da Itaunense. Como já disse, os patrocinadores mandariam  imprimir talões com a mesma quantidade  de votos que deveriam ser vendidos. A candidata que conseguisse vender mais votos seria a eleita. Ressalte-se, conforme diz o próprio PIU em artigo publicado na edição de 09 de Fevereiro de 1949, que todas as candidatas eram de altíssimo nível. Como não poderia deixar de ser, a ITAUNENSE comprou todos os da ALICE NOGUEIRA. Feita a apuração era foi eleita. Conforme você pode ver na foto que vai em anexo, era uma beleza natural, limpa, sem maquiagem. E a festa foi marcada para o dia 09 de Fevereiro de 1949. Eu era criança e me lembro perfeitamente dos fatos. No dia 9 pela manhã houve a alvorada musical feita pela Banda de Música Santa Cecília que, à época, senão me engano, era regida pelo maestro Ozéias Alves de Sousa. Como em todo acontecimento, houve a missa em ação de graças às 10 horas na Matriz de Sant'Ana. Naquela época havia a missa das 8 (para crianças), das 9 (para o senhores homens, como gostava de dizer o saudoso Pe. Netto e, às 10 a missa das senhoras e senhoritas, todas com a cabeça coberta por um véu branco ou preto, conforme o estado civil de cada uma. Por volta de 14 horas, houve um jogo de futebol entre o Esporte Clube de Itaúna e o River Plate e a Miss foi convidada a dar o chute inicial. Às 16 horas a Itaunense ofereceu uma pequena recepção para a família, diretores, chefes e colegas da eleita, tudo na casa de minha avó. E para encerrar aquele inesquecível 09 de Fevereiro de 1949, teve o Baile de Coroação da Miss e das Princesas. O baile foi realizado no primeiro andar da casa do Sr. Leão José, (hoje demolida), porque o União (cuja foto estou enviando), estava em construção. E assim foi, resumidamente, a eleição da  Miss Itaúna, minha querida e saudosa tia ALICE NOGUEIRA. Casou-se com Renato Moreira, teve 5 filhos. Deus a levou subitamente no dia 25 de outubro de 1986, aos 56 anos. Renato e os filhos estão aí, graças a Deus. Como já se passaram 62 anos, creio que poucas pessoas se lembram deste acontecimento, que teve repercusão até fora de Itaúna. Em suma, foram estes os fatos.

Um fraternal abraço. 
Juarez Franco



quarta-feira, julho 11, 2012

Moínhos de Itaúna


Antigo Moinho
Rio São João  próximo à Ponte Av. Silva Jardim






Moinhos de Itaúna
Uma das maiores curiosidades de Itaúna foi por muitos anos os moinhos que existiam junto ao rio São João, na frente do Matadouro. Era uma série de casinhas,cerca de vinte,onde se moía o milho para o fubá de angú...
O primeiro moinho construído ali , foi o de Serafim Caetano Moreira por volta do ano de 1880.
Junto desse foram sendo construídos outros e outros,dando, a impressão de uma Pitoresca Aldeia Lacustre.
Esses moinhos foram causa de muita briga e muito montim, pois se atribuía ao açude que os movia uma febre maligna no local.  Várias vezes o povo se reuniram, como em 1910 para arrombar o açude, obrigando os seus proprietários e as autoridades a pegarem em armas para defender a s suas propriedades.
Nestes últimos anos, depois que a cidade foi abastecida de força elétrica,esses moinhos foram caindo em ruínas e desaparecendo. E a grande enchente de abril de 1926, a maior que se tem na memória em Itaúna, destruiu o restante dessa pitoresca lebramça de Sant´Ana de São João Acima ...

Fonte : 
"Itaúna Contribuição para a História do Município"
 João Dornas Filho    Ano: 1936