segunda-feira, julho 21, 2014

Trem-Hospital

"TREM-HOSPITAL"
 Na Revolução de 30, no estado de Minas Gerais na cidade de Belo Horizonte, foi montado um "Trem-Hospital" de Primeiros Socorros que ajudaram a socorrer os combatentes feridos.  

NA FRENTE MINEIRA
A organização do trem-hospital que prestará socorro ás tropas.
 Do serviço de Publicidade da Secretaria do Interior de Belo Horizonte recebemos o seguinte comunicado :
"Encontra-se definitivamente organizado o "Trem-Hospital" que se destina a prestar socorros medico-cirúrgicos ás tropas mineiras em combate .
 A execução do plano coube ao Hospital Militar da Força Pública, por determinação do dr. Gustavo Capanema, secretario do Interior.
 O trem-ambulância, que se acha encostado numa das plataformas da Oeste de Minas, foi hoje visitado pela nossa reportagem, que obteve informações completas sobre o aparelhamento e distribuição do comboio-hospital, que se acha provido de todos os recursos necessários para prestar socorros ás forças em operações.
 A iniciativa de ser colocar o hospital numa composição da Estrada de Ferro Oeste de Minas atende plenamente aos objetivos visado, por isso que o trem pode trafegar livremente na linha desta estrada, estando, portanto, assegurado o seu deslocamento para as zonas de localização de nossas linhas de frente.

FINALIDADES DO "TREM HOSPITAL"
 De acordo com o esboço de regulamento apresentado aos srs. Secretários do Interior e coronel chefe de E.M. das forças em operações, são as seguintes as finalidades do "TREM-HOSPITAL": prestar socorro de urgência aos feridos mais graves que possam ser atendidos na linha de frente;operar todos os casos que exijam intervenção imediata; transportar para os hospitais fixos os feridos, operados ou não, que devam ser hospitalizados e fornecer aos diversos postos fiscais avançados todo o material de que os mesmo necessitem.

COMO SE DISTRIBUE O PESSOAL
 Quanto ao pessoal contratado para o serviço, o "TREM-HOSPITAL" conta com a colaboração de dois cirurgiões, dois médicos internistas e três internos, doutorandos em medicina, cirurgião dentista, um farmacêutico , que é também radiologista, tenente-intendente, prático de farmácia, enfermeiro-chefe, ajudante e copeiro.

OS CARROS E SUAS INSTALL AÇÕES
 Sete são os carros que formam a composição do "Trem Hospital".
 No primeiro, próprio para transporte de enfermos em estado grave, além de camas, existe um moderníssimo aparelho de Raio X portátil. Num cômodo desse carro, que é pintado a laquê, há ainda a câmara escura para revelações.
 Os dois carros seguintes, cedidos pelo dr. diretor da Saúde Pública, foram destinados, um, á sala de operações, munida de material cirúrgico de primeira ordem, e o outro ao serviço de clinica medica, curativos ligeiros e secretaria. Anexo á sala de operações foi instalado o serviço odontológico. Além desses carros, há mais o seguintes : carro dormitório, onde se adaptou a enfermaria e o ocupado pela farmácia, onde verificamos a existência de grande stock de drogas, avaliado em 45 contos. Os medicamentos estão acondicionados em 23 malas de campanha, numeradas e providas de um índice, afim de simplificar a procura do remédio desejado. Da mesma composição faz parte uma prancha destinada á condução de uma ambulância-automóvel, posta á disposição do governo mineiro pelo dr. Antônio de Lima Coutinho de Itaúna.



Fonte: Jornal Correio da Manhã ,Rio de Janeiro 29 de Julho 1932 pag 03 

Fotografia da ambulância meramente ilustrativa